sexta-feira, 23 de maio de 2008

Mea culpa


Esses dias eu estou lendo um monte de coisas da Marvel para por as resenhas do UHQ em dia e ontem eu cheguei à edição 51 de Novos Vingadores e achei uma justificativa para o a crítica que eu fiz uns post atrás. Quem mandou falar mal... queimei a língua.

Nessa edição é explicado porque o Punho de Ferro está livre da lei de registro de super-humanos, ele tem algo mais poderoso que Tony Stark: dinheiro e advogados.

Em uma puta discussão Stark entra nas indústrias de Danny Randy e exige que ele se registre. Contudo ele simplesmente diz que não é o Punho de Ferro que está andando com os Vingadores e os advogados dele armam para que Stark não possa prendê-lo, pelo menos não por enquanto. Inclusive o advogado ameaça Stark dizendo que um processo judicial duraria mais do que o mandato dele como Diretor da SHIELD.

Enfim, pelo menos por enquanto a Marvel está mantendo a coerência... ou parece que sim.

2 comentários:

Anônimo disse...

Oliboni, li a resenha do UHQ a qual vc se refere nesse post, mas uma outra questão me ocorreu. Porque o Punho de ferro chegou a agir um bom tempo com o Lke Cage como "herois de aluguel" sendo ele rico? Tem alguma explicação que eu desconheça?

Joéliton Paulino (joeliton@vailog.com.br)

Oliboni disse...

Oi Joéliton, no próprio especial do Punho de Ferro isso é retomado.

Danny Rand queria ter mais experiências de rua, conhecer uma realidade muito distante da que ele estava acostumado. Por isso ele procurou luke cage que topou a parada com ele.

O cage fazia o serviço pelo dinhiero, já o Punho de Ferro pelo trabalho em si.