sábado, 29 de novembro de 2008

Marvel Millennium Homem-Aranha 78


Finalmente o Sr. Bendis fez um história bem legal em Homem-Aranha. A primeira parte com o Rei espancando o Aranha dizendo como vai ser as regras e como ele vai fuder a vida dele de todos os jeitos é muito boa. Depois a briga entre o grupinho que queria derrubar o Rei também é bem intensa. 

Até X-Men se salva nessa edição. Como eu tenho dito, a falha de Kirkman é querer contar histórias demais o que ele não faz aqui. A história dos Morlocks é meio obvia, já de cara dava para saber que o Noturno ia virar o novo líder deles (um X-Men sempre chega e lidera o grupo). Mas pelo menos ele contou tudo de uma vez, isso faz um puta diferença, ainda mais quando você tem um desenhista meia-boca.

Começou uma nova história do Quarteto e a esperança de mandarem o péssimo Mike Carey pastar foi pelo ralo. Outro arco dele. Resta saber se esse vai ser daqueles que não dá para entender nada ou se vai ser só chato. Pelo menos tem o desenho de Pasqual Ferry.

Confronto Supremo é a velha história da lutinha inicial de dois grupos. Agora se você quer saber porque eles estão brigando, não precisa esperar o final dessa história, era só ter lido Marvel Max 57, que saiu um mês antes dessa revista e o editor Paulo França entregou o final dessa história. Genial né?

PS.: Update Resenha no UHQ

Um comentário:

Fernando Peres Farto disse...

Sério, adoro quando os lesmas entregam spoilers assim ¬_¬