quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Mutantes da Record

Tenho acompanhado com muita boa-vontade a nova novela da Record, "Caminhos do Coração", que traz como elemento central do enredo a existência de mutantes com poderes especiais no melhor estilo X-Men e Heroes. Ainda estou em fase de "observação", aguardando mais alguns capítulos para poder tercer uma análise mais aprofundada no site, mas a primeira impressão não é ruim.

Como faço parte da maioria da população que não tem TV por assinatura, estou sempre dando uma olhada no que a TV aberta oferece, e a curiosidade de pesquisador me faz sempre analisar bem qualquer coisa que eu veja. E nesses tempos percebi que a Record tem se esforçado para estabelecer um padrão diferente das novelas da Globo, para talvez evitar comparações diretas.

Algo que chamaa atenção é a influência dos seriados norte-americanos, tanto nos roteiros, quanto na parte técnica. São referências à cultura pop, piadas e trilhas sonoras diferenciadas, além de uma decupagem e uma edição bem mais ousadas do que a média dos programas de TV vistos no Brasil.

Quanto aos mutantes propriamente ditos, praticamente nenhuma novidade. Parece que pegaram a cartilha de X-Men e seguiram à risca. Há a menina com telecinese, outra com asas de anjo, um jovem telepata e um "menino-lobo" peludo e bem envocado. Os mais originais são os casal de irmãos (desculpe, não guardei os nomes). O garoto é um velocista que também tem cura acelerada (sinceramente eu não apostava que alguém de "fora" dos quadrinhos tivesse essa sacada simples) e a garota tem visão microscópica e telescópica (usaram até os termos do RPG GURPS), mas em uma escala de fazer inveja ao Superman: ela afirmou enxergar detalhes da superfície de planetas e estrelas no céu.

A presença destes clichês não é motivo para dizer se a história é boa ou ruim, como já vimos nos quadrinhos diversas vezes e na TV com Heroes. Portanto, para aqueles que conseguirem deixar de lado o preconceito, pode ser que uma boa novidade na TV aberta esteja surgindo. O que não deixaria de ser um importante passo evolutivo.

3 comentários:

Zé Oliboni disse...

Gostei da parte em que você assiste Tv com curiosidade de pesquisador... cada desculpa...

Realmente espero que dê certo e emplaque um formato que fuja do padrão globo de se fazer televisão, mas, uma coisa que me chateia nessa novela é o fato de que eu nunca assisti e provavelmente nunca assistirei. Não tenho a disciplina, nem o tempo ou mesmo a curiosidade de pesquisador para assistir a novela diariamente. Ao contrário dos seriados provavelmente não teremos maratonas de episódios e nem reprises de temporada.

Se ficar boa mesmo a novela toda, talvez seja o caso da emissora pensar em uma nova edição mais condensada e lançar em box de dvd (algo que eu duvido muito, mas, em todo o caso...)

Em tempo, o melhor comentário que eu vi até agora dessa novela foi: "Agora vou pagar o dízimo direitinho para que os efeitos especiais saiam bons."

Diego Figueira disse...

É que eu ainda não te falei nada sobre uns vídeos sobre história da ciência que passam na TV Escola e que eu acho a maior viagem, 8-)

Se fosse uma série mais curta até seria possível sonhar com caixas de DVD, como de fato a Globo já fez com muitas de suas produções.

Agora, esse comentário é sensacional. Realmente muito bom, rs.

Zé Oliboni disse...

O que a tv aberta não faz... o cara se diverte com a TV Escola ... rsrs

preconceitos religiosos a parte... realmente o comentário é ótimo.