segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Série de Séries: Lost



Acho que é impossível abrir uma série de posts sobre séries sem falar de Lost.

Lost é importante por dezenas de motivos: atraiu o grande público para um tipo de série que normalmente ficaria relegada à nichos de fanboys;
ofereceu algo extra para esses fanboys se sentirem mais fãs que o grande público (os ARG`S, wiki sites e uma gigantesca convergência cultura);
inovou na narrativa (tanto com os flashbacks e flasfoward quanto com o trabalho com um elenco grande onde cada personagem é mais do que apenas um coadjuvante);
é praticamente atemporal (pegar os dvd´s hoje e assistir é tão interessante quanto ter acompanhado quando passou);
mas, o mais importante, é que é uma série legal e muito intrigante.

Já disse que comecei muito tarde a ver Lost - somente no ano passado peguei os boxes da série e comecei a assisti-los. Acho até que gostei mais de ver dessa forma. A série é algo que te prende tanto que ter que esperar ano a ano as folgas entre as temporadas americanas, ou mesmo esperar entre as semanas deve ter sido uma tortura. Já sinto isso pela 6ª Temp. que estou assistindo agora pela TV porque não agüentaria esperar os DVD´s .

Assim como não sei explicar os mistérios da Ilha, também não sei justificar o sucesso dela. No máximo, consigo elaborar algumas teorias como esse texto no Pop Balões.

Mas depois de ver a quinta temporada e o primeiro episódio da 6ª posso dizer sem dúvida que é algo que precisa ser assistido.

Pra fechar vale dizer que das 5 temporadas fechadas as minhas preferidas são a 2ª - com a escotilha, o salto de fé que é apertar o botão a cada 108 minutos- e a 5ª quando conhecemos vários pedaços da história da ilha e ela se mostra um cenário muito complexo e interessante.

Um comentário:

Fernando disse...

Eu assistia, mas depois perdi alguns - mentira, muitos - episódios e fiquei mais perdido do que... bom, o pessoal lá da ilha :D

Ontem eu comprei os dois primeiros boxes em uma locadora aqui perto de casa.