terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Wolverine 44


Minhas leituras do mês vão assim: leio tudo da Marvel depois chego nos mutantes... cara, essas três revistinhas são um sofrimento. Nunca vi judiarem tanto dos personagens.

Loeb nessa edição propõe que o leitor tome um porre e é uma boa ideia, na verdade, é a única forma viável de se ler Wolverine...

Desde que Loeb assumiu, as histórias do Logan têm sido uma coisa sem graça que não dá para entender, cheio de sonhos malucos e sem propósito. Um belo desperdício de um bom artista, me refiro a Simone Bianchi que está acompanhando ele nos desenhos. (Esse desenho aí do lado é uma arte do Bianchi sem cor, que é muito melhor do que o resultado final da revista)

Wolverine Origens também é beem chato. Daniel Way é o maior fdp que existe. Ele basicamente fala em todas as edições para os leitores: existem grandes segredos sobre o passado do Wolverine e esses segredos são secretos.  

Além das histórias serem chatas e não chegarem a lugar algum o desenho de Steve Dillon não ajuda em nada.

Depois disso, completando a revista, temos Deadpool que praticamente assumiu o título agora que o Carey roubou o Cable para o evento Espécie em Extinção.

Deadpool tem o seu ritmo, seu estilo, funciona? Sei lá. Quantas vezes a revista foi cancelada? É engraçado? Tanto quando é de mau gosto.

Obviamente não dá para salvar a revista com X-Factor, mas alivia a situação. É a única história razoável do título. Em um mês que nem está tão boa, ainda assim é o que há de melhor do mix... imagina a situação...

3 comentários:

Amalio Damas disse...

O culpado de tudo isso é o Larry Hama que inventou os malditos implantes de memória, uma muleta para salvar a Marvel e seus roteiristas. Cada vez que uma história perde o rumo, implantes de memória.

Zé Oliboni disse...

O pior é que teoricamente esses implantes de memórias cairam fora da jogada depois da dinastia M quando o Wolverine descobriu a verdade sobre todo o passado dele e esse título Origens era para a gente saber o que ele descobriu, justamente o que não está acontecendo.

Amalio Damas disse...

Bem lembrado, então a coisa toda é pior ainda. É que eu meio apaguei algumas coisas da minha mente, porque quando li Dinastia M, achei o máximo o Wolverine dizendo, eu me lembro de tudo. Só que os caras não tem coragem de explorar um plot desses e ficam enchendo linguiça.